A síndrome do pânico me pegou em plenas férias

A síndrome do pânico me pegou em plenas férias

Nas últimas semanas, estive de férias. Ficamos em BH mesmo, pois minhas férias não coincidiram com as da minha mulher. Porém, tivemos a oportunidade de curtir o nosso Samuca com intensidade (embora em momentos separados). Um período só o papai e, noutro, só a mamãe. 

Quem me acompanha deve se lembrar que nas férias de janeiro de 2016 foi a mesma coisa. Foi nossa oportunidade para ajudar o Samuel a fazer xixi no penico. Foi um sucesso, mas não conseguiu o “número 2” no vaso também. E não pressionamos. Ele ficava de cueca, mas pedia fralda para fazer o cocô. Virou a nossa meta para as recentes férias e conseguimos! Ele usou o vaso direito, mesmo ainda tendo alguma resistência. O fato é que está caminhando. Vamos conseguir.

É claro que passeamos bastante também. Fomos ao teatro, praças e parques. Muitos teatrinhos em casa e leitura. Como foi bom!

No meio disso tudo, descobri que estou com Síndrome do Pânico. Não tenho vergonha ou receio de dizer. A minha intenção é ajudar as pessoas a buscarem força para sair dessa.

Comecei a sentir muita falta de ar à noite. Levantava da cama e começava a andar e acender todas as luzes da casa para buscar forças. Parecia que iria morrer ou me “afogar” na escuridão. Gastava um litro de soro fisiológico no nariz. 

Ainda sem saber o que tinha, fiz um tanto de exames (o plano deve ter até assustado, dei prejuízo, rsrsrs). Sangue, eletrocardiograma, ecocardiograma, teste ergométrico e outros. Tirando uma alteração no colesterol, fiquei com nota 10! Decidi procurar um psiquiatra e bingo: tenho que tratar esta Síndrome do Pânico. Graças a Deus, reduziu bastante as crises.

Os remédios ajudam, mas não fazem milagres. É preciso fazer esportes e buscar a causa da suposta ansiedade. Caso contrário, você vai tomar remédio para a vida toda. Reflita, tente mudar. Será o trabalho? A falta de tempo para fazer algo sozinho? Jogar um futebol com a galera? Ir pra balada com as amigas? Este recado vai para os papais e mamães que respiram os filhos! 

Cada vez fica mais forte pra mim: somos papais e mamães excepcionais, mas precisamos ter saúde. 

Não é fácil mudar, mas estou tentando caminhar e ficar livre dos remédios.

VAMOS JUNTOS???

O post “A Síndrome do pânico me pegou em plenas férias” apareceu primeiro no portal Canguru BH.

Summary
A síndrome do pânico me pegou em plenas férias
Article Name
A síndrome do pânico me pegou em plenas férias
Description
Nas minhas férias do início de 2017, depois de fazer vários exames, descobri que estava com síndrome do pânico. Comecei a sentir vários sintomas. Parecia que iria morrer ou me "afogar na escuridão". Com ajuda, estou conseguindo me recuperar. Mas a reflexão é: estou priorizando minha saúde? Não é fácil mudar, mas estou tentando. Vamos juntos?
Author
Publisher Name
Pai tem que fazer de tudo
Publisher Logo
The following two tabs change content below.
Bruno M. Santiago

Bruno M. Santiago

Sou o Bruno, apaixonado pela esposa, Tereza, enlouquecido pela oportunidade de ser pai do Samuca. Com este sentimento inexplicável, decidi criar uma rede formada por PAIS.
Bruno M. Santiago

Latest posts by Bruno M. Santiago (see all)

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This